Ubiratã, segunda-feira, 23 de maio de 2022 ESCOLHA SUA CIDADE

Paraná

19/01/2022 | Concebido por Goioerê

Apoio da Força Nacional ajuda a reduzir incidência de tráfico e outros crimes no Oeste

Apoio da Força Nacional ajuda a reduzir incidência de tráfico e outros crimes no Oeste

Operação realizada entre 5 de dezembro e 16 de janeiro impôs queda em furtos gerais e de veículos, tráfico e contrabando. Presença da Força Nacional reforça trabalho das polícias Militar e Civil.

A atuação das forças de segurança estadual e federal reduz crimes na região Oeste do Paraná na atual temporada de verão. Desde dezembro de 2021, a Força Nacional está presente em Foz do Iguaçu, Guaíra, Icaraíma e Alto Paraíso para apoiar e reforçar as ações das polícias Militar e Civil na faixa de fronteira, principalmente contra o crime organizado.

Segundo dados da Secretaria estadual da Segurança Pública (Sesp), divulgados nesta quarta-feira (19), a atuação integrada já ajudou a reduzir furtos gerais (10,8%) e furtos de veículos (12,8%) considerando estes quatro municípios. Os dados abrangem do dia 5 de dezembro a 16 de janeiro, comparados com o mesmo período da temporada do ano anterior.

Nestes 43 dias de operações nos quatro municípios, também houve redução de 76,7% nas ocorrências de tráfico (de 155 para 36) e de 19,2% nas situações de contrabando (de 26 para 21).

No Oeste, policiais militares e federais apreendem mais de R$ 500 mil em cigarros

“Graças à integração das forças de segurança que atuam na faixa de fronteira, agora com o apoio intenso da Força Nacional, aumentamos a presença policial em pontos importantes, como a Ponte Internacional da Amizade, Ponte Ayrton Sena e em cidades que necessitavam de uma atenção especial”, afirma o secretário estadual da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares. “Esse trabalho conjunto nos fortalece e demonstra à população que a segurança pública trabalha com dedicação e integração contra a criminalidade”.

PARAGUAI – Os roubos na fila para a entrada ao Paraguai, um dos principais focos de atuação da Secretaria da Segurança Pública, reduziram, mesmo com a atividade de comércio intensa pelas festas de fim de ano.

Com obras na fase final, Cadeia Pública de Ponta Grossa vai abrir 752 novas vagas

Isso se deu graças às reuniões de trabalho e um planejamento estratégico montado com todas as forças de segurança para combater o problema. Ao todo, foram cinco ocorrências registradas, sendo a última no dia 18 de dezembro. Natal e Ano Novo não registraram nenhuma situação.

“Houve um decréscimo de furtos e roubos, principalmente nos eixos com maior quantidade de turistas, incluindo o acesso ao Paraguai pela BR-277. Com a Força Nacional nesta rodovia e a atuação ostensiva da PM, conseguimos manter uma presença fixa e inibir ações criminosas na região”, explica o tenente Murilo Mendonça Mendes, do 14º Batalhão da PM.

NACIONAL – O trabalho da Força Nacional é realizado em conjunto com as equipes policiais estaduais que já atuam nas regiões de fronteiras e de divisas do Paraná no combate aos crimes transfronteiriços.

Durante as ações, os integrantes da Força Nacional abordaram 2,6 mil pessoas, além de vistoriarem 600 motociclistas, 272 ônibus e 670 carros de passeio. Ela também integra operações das instituições locais na área de fronteira.

Ações com cães da Polícia Civil apreenderam 7,8 toneladas de drogas em 2021

"Tem sido um período de integração e de parceria com os demais órgãos que atuam no combate aos crimes de contrabando e descaminho”, disse o comandante das ações ostensivas da Força Nacional em Foz do Iguaçu, capitão Moreira Vaz. “Em Foz do Iguaçu já conseguimos reduzir o número de ocorrências em geral na região da Ponte Internacional da Amizade".

“As fronteiras são foco do nosso trabalho, por isso atuar nesta área é importante, pois podemos contribuir para o combate do crime nas divisas e fronteiras e, consequentemente, nos demais locais”, completou.

Esquadrão Antibombas da PMPR celebra trigésimo aniversário com presença do vice-governador

OPERAÇÃO – A integração ocorre após a chegada de 80 integrantes da Força Nacional, em dezembro. “Depois que a Força Nacional passou a atuar com a Polícia Civil, a Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal, as ações contra o crime foram otimizadas e, consequentemente, as ocorrências despencaram, principalmente nas imediações da Ponte Internacional da Amizade, em Foz do Iguaçu, onde tivemos resultados imediatos”, destacou o delegado-chefe da 6ª Subdivisão Policial de Foz do Iguaçu, Rogério Antônio Lopes.

O convite para atuação da Força Nacional no Paraná foi feito pela Secretaria da Segurança Pública. O objetivo é fortalecer a fiscalização e repreensão ao tráfico de drogas e contrabando de mercadorias na região. Entre as atividades estão fiscalização, pontos de bloqueios, patrulhamentos e abordagens com o intuito de localizar criminosos, contrabandistas, armas, drogas e outros ilícitos.

 

PUBLICIDADE

Fonte: GOIOERÊ | CIDADE PORTAL | AGÊNCIA DE NOTÍCIAS DO PARANÁ - AEN

OPINE!

CIDADE PORTAL
(44) 3522-7297 | (44) 99979-8991
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio
de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Site CIDADE PORTAL.

Desenvolvido por Cidade Portal