Ubiratã, domingo, 07 de março de 2021 ESCOLHA SUA CIDADE

Região

03/12/2020

Adolescente com 16 anos agride o próprio Pai no Distrito de Yolanda

Adolescente com 16 anos agride o próprio Pai no Distrito de Yolanda

A equipe da Polícia Militar de Ubiratã, composta pelo Sargento Willian e Soldado Renan, foi acionada no distrito Yolanda, e em contato com os solicitantes, fora relatado que um cidadão conhecido havia acertado com um ferro a cabeça de seu pai, o mesmo que se encontrava desmaiado no chão da residência.

De imediato a equipe policial se deslocou até o local, onde encontraram a vítima (pai) acordado, mas relatando que sentia bastante dor na sua cabeça, a mesma que estava com um grande corte e inchaço no lado direito de sua face, e ainda se apresentando com pouco equilíbrio.

Indagado os populares do local de quem haveria o agredido, os mesmo apontaram para os fundos da casa, onde se encontrava o autor do fato, sendo um menor com 16 anos de idade e filho da vítima.

Desta forma, fora pedido gentilmente diversas vezes para o autor acompanhar a equipe policial até a viatura para procedimentos judiciários, onde o mesmo, em atitude enérgica, disse que não iria e que não havia ninguém que o tirasse dali.

Não havendo outro meio, os policiais tentaram conduzir o mesmo com força moderada, no entanto, em primeiro momento, o elemento mostrou resistência passiva se segurando na janela de maneira que foi difícil de desprender, logo em seguida o mesmo partiu para cima da equipe mostrando resistência ativa, desferindo socos e chutes, sendo necessário aplicar a técnica policial de abordagem, mas mesmo assim o autor não se reteve e ainda conseguiu acertar diversos chutes em ambas as pernas, barriga e braço esquerdo do Soldado Renan.

Perante a resistência ativa do autor, foi necessário aplicar a técnica conhecida por “mata-leão” pelo Sargento Willian, onde o mesmo veio a diminuir a sua resistência, vindo a desmaiar, sendo que somente desta forma foi possível algemá-lo, conforme súmula vinculante número 11º do STF.

O autor foi conduzido até o banco de trás da viatura, onde, mesmo algemado, deferiu diversos xingamentos para a equipe policial, dizendo palavras de baixo calão.

O autor e o seu pai (vítima) foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil da comarca de Ubiratã, e foram conduzidos para o hospital da cidade para realização do laudo de lesões corporais, uma vez que a vítima estava sentindo fortes dores na cabeça e tonturas, sendo necessário atendimento médico.

 

PUBLICIDADE

Fonte: UBIRATÃ | CIDADE PORTAL | POLÍCIA MILITAR DE UBIRATÃ

OPINE!

CIDADE PORTAL
(44) 3522-7297 | (44) 99979-8991
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio
de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Site CIDADE PORTAL.

Desenvolvido por Cidade Portal